Entenda o indiciamento de Lula

to-be-or-not-to-beA notícia hoje do indiciamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua mulher, Marisa Letícia, semearam a dúvida entre os brasileiros: afinal Lula e Marisa não haviam sido supostamente inocentados no caso do triplex de Guarujá, como apregoavam na semana passada blogs, jornais e os militantes petistas? Vamos entender o caso.

A Polícia Federal entregou à Justiça, no dia 12 de agosto, o relatório final sobre a fase Triplo X da Operação Lava Jato, que apura a existência de estrutura criminosa destinada a proporcionar a abertura de empresas offshores e contas no exterior para ocultar e dissimular o produto dos crimes de corrupção.… leia mais

Índia – Parte 6 – O sol nasce no Himalaia

De Calcutá, um voo direto nos levou para Bagdogra, a cidade mais próxima de Darjeeling e que tem aeroporto. Desci excitadíssima: Darjeeling, a terra do chá, estava bem ali ao lado, à minha espera. Sonhei com esse momento por meses: queria ver as montanhas, os tea gardens (plantações de chá preto, famosíssimas), o cheiro daquele lugar – a joia de Bengala Ocidental.

Um calor insuportável nos aguardava em Bagdogra. Alex zombava de mim: “Não era aqui que você disse que era mais friozinho? Isso aqui está tipo Rio de Janeiro no verão”.  O motorista do Dekeling Resort nos aguardava, como combinado anteriormente com o proprietário tibetano, Mr.… leia mais

O tempo

Hoje é o aniversário de Robert Redford. 80 anos. Logo cedo, a Magnum Photos publicou, em seu perfil no Facebook, a foto acima.  A fotografia de Christopher Anderson mostra um Redford cuja pele parece um pergaminho. O rosto do ator é como terra ressequida, preenchida com os sinais do tempo –  minúsculas negras manchas, rugas profundas.

De imediato, alguém comentou: “Não, Redford merece outra coisa. Ele não está a serviço da arte do fotógrafo, mas o contrário, como nesta foto de Alex Webb. Como disse Brian de Palma, as mulheres e os atores são mais bonitos em filme que em digital.leia mais

Diário da Crise 10/08/2016 – Penélope

penelope-and-the-suitors-1912
Penélope e os pretendentes. John William Waterhouse.

As   idas e vindas dos processos de perda de mandato de Dilma Rousseff e Eduardo Cunha parecem a história de Penélope, narrada na Odisseia, de Homero.  A esposa de Ulisses aguardou vinte anos pela volta do marido. Pressionada a casar-se novamente, driblava os pretendentes alegando que, antes, precisava concluir a mortalha que tecia para o sogro Laerte. Mas Penélope usava de um estratagema: durante o dia, diante de todos, ela tecia o sudário; à noite, secretamente, desmanchava o trabalho.

Assim como a tarefa da mitológica personagem, os processos de impeachment e da cassação do mandato de Cunha parecem não ter fim.… leia mais

Santos-Dumont é nosso herói, sim

Meu mais intenso desejo é ver verdadeiras escolas de aviação no Brasil.
Ver o aeroplano percorrendo as nossas imensas regiões,
povoando o nosso céu, para onde, primeiro, levantou os olhos o Padre Bartolomeu Lourenço de Gusmão.
Alberto Santos-Dumont
Entre os muitos dissabores que a internet me ofereceu  esta semana está um artigo de um famoso colunista sobre Santos- Dumont. Ultimamente tem se tornado moda mundial, para provar um ponto, valer-se de liberdades poéticas, por assim dizer, ao comentar a biografia alheia. E dessa forma destroem-se reputações, reinventa-se a história ou descobre-se que personalidades até então admiradas têm um pé fincado na canalhice ou na mediocridade. 
leia mais

Nós, que nos amávamos tanto

tarsila
Tarsila do Amaral. O Vendedor de Frutas.

Assisti à abertura das Olimpíadas do Rio exercitando meu budismo diletante: evitando expectativas. Decidi que primeiro assistiria e depois comentaria, elogiando o que fosse bom e fazendo observações sobre o que não foi satisfatório na minha opinião. Deixei para escrever dois dias depois porque desejava observar a reação nas redes sociais. Sempre há ondas: inicialmente, uma explosão de emoção, com choro, empolgação e deslumbramento. É seguida de leituras supostamente “profundas” nas quais se desqualifica o que havia sido unanimidade antes. Segue-se uma terceira onda, na qual se desqualifica a desqualificação anterior. Passo seguinte: intensificação de choro e ranger de dentes.… leia mais

O Brasil que eu quero

Ricardo Pulido

normal_carnica_portinari
Meninos pulando carniça. Cândido Portinari.

Continuo meio embasbacado com a abertura da Olimpíada do Rio. Superou minhas expectativas com larga margem, em especial após o amadorismo da abertura da Copa. Foi uma cerimônia bonita, animada, feliz. E cumpriu o papel que esse tipo de cerimônia tem: mostrar uma imagem do país-sede ao mundo.

E, em se tratando de Brasil, não foi uma, mas muitas imagens. Passadas, como manda nossa “tradição”, todas ao mesmo tempo, rapidamente, em caleidoscópio. E no final, fica-se apenas com aquela impressão de beleza, alegria e criatividade. Poderíamos parar por aqui, ficarmos felizes e cuidar da vida.… leia mais