Diário da Crise 10/06/2016

Brasília assistiu, nas últimas horas, a uma avalanche de novidades relacionadas à operação Lava-Jato. As mais importantes foram o pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao ministro Teori Zavascki, para que a denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o senador cassado Delcídio Amaral seja remetida ao juiz Sérgio Moro; e o parecer enviado pelo Senado ao STF opinando que a decisão da Corte que suspende o mandato de Eduardo Cunha tem que passar pelo Congresso. Significa que, se o STF acatar o parecer, o afastamento de Cunha terá que ser aprovado pelo plenário da Câmara dos Deputados.

O mesmo Eduardo Cunha foi, pelo segundo dia seguido, alvo de diversas ações: a Procuradoria Geral da República encaminhou ao STF uma terceira denúncia contra ele na Lava Jato. A suspeita é de propina de R$ 52 milhões na obra do Porto Maravilha, no Rio de Janeiro. Paralelamente, o ministro Teori Zavascki liberou para julgamento pelo STF a denúncia que investiga as contas de Cunha na Suíça.

A iminente queda de personagens destacadas da República – entre as quais figuram os já fartamente denunciados e agora alguns de seus adversários que se apresentavam como guardiães da ética – lembra uma figura da teologia cristã: o Anjo Caído. Segundo a tradição, os Anjos Caídos cobiçavam um poder maior e, assim, entregaram-se às trevas. Foram punidos e expulsos do Paraíso. O quadro de Peter Paul Rubens retrata esse momento em que os condenados despencam em direção à terra bruta onde expiarão seus pecados.
Eis as principais notícias do dia.  

Lava Jato

  1. Janot solicita que pedido de denúncia contra Lula e Delcídio seja enviado a Moro. Leia. 
  2. Teori libera para julgamento denúncia contra deputado do PP. Leia.
  3. Jandira Feghali recebeu doação também de subsidiárias. Delator diz ter recebido pedido para intermediar contribuições. Leia.
  4. Janot nega vazamento de informações na Lava Jato e diz que Ministério Público não é ‘justiceiro’. Leia.
  5. Pela primeira vez, Suíça liga conta investigada na Lava Jato a campanhas eleitorais. Leia.
  6. Senadores se unem contra pedido de prisão de Renan, Jucá e Sarney. Parlamentares do PSDB, PP, DEM e PPS discutiram crise instalada no Senado. Leia.
  7. Palavra final sobre prisão de parlamentares é do Congresso, diz Gilmar Mendes. Ministro afirma que Câmara e Senado não deliberam em caso de condenação definitiva. Leia.
  8. PF intima Delfim Netto sobre suposta propina de R$ 240 mil. Nome do ex-ministro apareceu da planilha da ‘Diretoria de Propina’ da Odebrecht. Leia.
  9. ‘Japonês da Federal’ coloca tornozeleira e volta a trabalhar. Leia.

Eduardo Cunha

  1. PGR faz terceira denúncia contra Eduardo Cunha na Lava Jato. Suspeita é de propina de R$ 52 mi na obra do Porto Maravilha, no Rio. Em nota, Cunha negou ter recebido ‘qualquer vantagem indevida’. Leia.
  2. Decisão do STF que suspende mandato tem que passar pelo Congresso, diz Senado em parecer enviado à Corte. Neste caso, afastamento de Eduardo Cunha teria que ser aprovado pelo plenário da Câmara. Leia.
  3. Teori libera para julgamento denúncia que investiga contas de Cunha na Suíça. Presidente afastado da Câmara pode se tornar réu em mais uma ação penal. Leia.
  4. MP quer que mulher de Cunha e empresários paguem US$ 10 mi para reparar corrupção. Leia.
  5. Delator diz que propina paga a Cunha também foi depositada no Uruguai. Fábio Cleto, ex-executivo da Caixa, liga deputado afastado a doleiro investigado. Leia.
  6. Cunha afirma que patrimônio de mulher é fruto de indenização trabalhista. A ex-jornalista Cláudia Cruz, segundo o peemedebista, recebeu 5 milhões de reais da TV Globo. Leia.
  7. Tia Eron pagou empresa que está em nome de beneficiária do Bolsa Família. Deputada do PRB dará voto decisivo em parecer que pede cassação de Cunha no Conselho de Ética. Leia.

Governo Temer

  1. Governo corta 4.307 cargos comissionados e prevê economizar R$ 230 milhões. Leia.
  2. Movimentos sociais fazem ato contra o governo Temer em 40 cidades brasileiras e outras 16 nos EUA e em cidades da Europa. Leia.
  3. O Ministério das Cidades publicou nesta sexta-feira, no Diário Oficial da União, as novas regras para habilitação e requalificação de entidades privadas sem fins lucrativos no Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), que integra o Minha Casa, Minha Vida, e é mais conhecido como Minha Casa Minha Vida Rural. Leia.

Dilma Rousseff

  1. Moro aceita Dilma Rousseff como testemunha de Marcelo Odebrecht. Presidente afastada foi arrolada pela defesa do ex-executivo da empreiteira. Dilma pode optar por comparecer a audiência ou responder por escrito. Leia.
  2. TCU vê 17 pontos irregulares nas contas de Dilma em 2015. Relatório da área técnica será apreciado em plenário na próxima quarta-feira. Leia.
  3. Novas pedaladas. Dilma atrasou pagamento de R$ 2,7 bi de tarifas bancárias a bancos públicos. Caixa e BB não receberam por serviço em programas como Bolsa Família e Minha Casa. Leia.
  4. A defesa da presidente afastada Dilma Rousseff apresentou nesta sexta-feira à comissão processante do Senado uma lista com mais 15 testemunhas para serem ouvidas no processo de impeachment. Entre elas, quatro ex-ministros: Miriam Belchior (ex-Planejamento e ex-Caixa), Pepe Vargas (ex-Direitos Humanos), Renato Janine Ribeiro (ex-Educação) e Aldo Rebelo (ex-Defesa). Leia.
  5. Dilma faz carta de compromissos caso consiga reverter impeachment. Leia.

 

Crise econômica

  1. A queda na demanda por voos internacionais está levando companhias aéreas estrangeiras a suspender rotas para o Brasil. A aérea sul-coreana Korean Airlines anunciou que deixará de voar para São Paulo a partir de setembro. A Air France informou que também suspenderá os voos entre Paris e Brasília no mesmo mês. Leia.
  2. Situação da Eletrobras é ‘insustentável’ e exige venda de ativos, diz ministro. Leia.
  3. Temer admite adiar prazo para chegar a projeto de reforma da Previdência. Leia.

TSE

  1. O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Gilmar Mendes, pediu nesta semana ao comando da Polícia Federal e à Procuradoria Geral da República que investiguem indícios de supostos crimes nas eleições de 2014 (para presidente, governador, senador, deputado federal e deputado estadual). Ao cruzar justificativas de ausência e votos processados, o TSE identificou 77,4 mil ocorrências suspeitas (40,4 mil no primeiro turno e 37 mil no segundo turno) em todos os estados e no Distrito Federal. Esses eleitores, embora tenham justificado, tiveram voto computado na urna. Leia.

TCU

  1. Confira a lista dos 6,7 mil políticos e gestores com contas reprovadas pelo TCU. Leia.

 

3 comentários em “Diário da Crise 10/06/2016

  • junho 10, 2016 em 11:46 pm
    Permalink

    Janot esquentando a chapa do Lula e deixando o Teori cada vez mais sem saída prás artimanhas protelatórias dele.
    E como se diz na gíria: está chegando a hora do ” ou dá ou desce ! “.
    Caídos ou não, os Anjos ( aqui muito mais para Demonios) vêm a aproximação gradual, lenta mas implacável do braço da Justiça, da Lava-Jato e de Moro. ( … assim esperamos todos!).
    Ainda há esperança,
    após o desânimo dos últimos dias, nessa montanha russa que se tornou nosso cenário político.

    Resposta
  • junho 11, 2016 em 1:05 am
    Permalink

    Boa noite Sonia, o trabalho tá difícil né não? Não passa um dia ou talvez hora sem “novidades” nas falcatruas de nossos políticos. Vendo, lendo e avaliando chego a conclusão que não sobra nada que preste neste meio imundo

    Resposta
    • junho 11, 2016 em 5:28 pm
      Permalink

      Nem me fale! Morre-se de tudo em Pindorama, exceto de tédio.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *