Diário da Crise 24/06/2016

Uma pessoa de valor nunca é ingrata

Goethe

 

Em sua Teogonia, o poeta épico grego Hesíodo narra o mito de Prometeu, que roubou o fogo dos deuses e o deu aos homens. Como castigo, foi acorrentado pela eternidade a uma rocha no Cáucaso, onde diariamente uma águia lhe vinha devorar o fígado, que crescia novamente durante a noite. Um alto preço a pagar para beneficiar uma humanidade que atravessa os milênios dando provas recorrentes de ingratidão. Evoco hoje o mito clássico para ilustrar o fim trágico de uma das mais extraordinárias histórias de heroísmo de Brasília: a do sargento gaúcho Sílvio Holenbach que morreu ao salvar uma criança no zoológico da capital federal.

Assim como Prometeu, que também dava vida aos homens, Holenbach deu a própria existência para que o menino vivesse. Passados 38 anos, o garoto salvo, adulto e rico, foi preso hoje na operação Recomeço, da Polícia Federal. Ele é Adilson Florêncio da Costa, o diretor financeiro do Postalis, suspeito de desvios milionários no fundo de pensão dos funcionários dos Correios. Dolorosa a constatação de que a vida lhe foi poupada para que, ao crescer, retribuísse saqueando a nação e a aposentadoria de seus compatriotas.

Mas o que esperar de alguém que jamais agradeceu à família do heroico Holenbach? Nunca uma única palavra de gratidão, mensagem ou telefonema chegou à família do sargento que perdeu a vida diante do próprio filho para salvar Adilson Florêncio da Costa.

Eis as principais notícias do dia

  1. A Polícia Federal e o Ministério Público Federal (MPF) deflagraram nesta sexta-feira a Operação Recomeço com o objetivo de investigar o desvio de recursos dos fundos de pensão Petros, dos funcionários da Petrobras, e do Postalis, dos empregados dos Correios. Os fundos, segundo a PF, investiram na empresa Galileo Educacional, que teve sua falência decretada pela Justiça do Rio em maio. A Galileo foi responsável pela recuperação da Universidade Gama Filho que encerrou atividades em 2014, no Rio de Janeiro, e também assumiu a UniverCidade. O prejuízo estimado pela PF é de cerca de R$ 90 milhões. Leia.
  2. PF prendeu o diretor da Postalis, Adilson Florêncio da Costa. Leia.
  3. O início e o fim de uma das histórias mais famosas de Brasília. Leia. Família jamais agradeceu pelo gesto heroico. Leia.
  4. Correio Braziliense: Garoto resgatado do fosso das ariranhas no zoo do DF em 77 é preso pela PF. Leia.
  5. Justiça bloqueia R$ 1,3 bi de 46 investigados por desvios da Petros e do Postalis. Leia.
  6. Ex-tesoureiro do PT se entrega à Justiça em São Paulo. Leia.
  7. Escritório de advocacia ligado a Paulo Bernardo recebeu R$ 7 milhões em propina. Ex-ministro dos governos Lula e Dilma foi preso hoje na deflagração da Operação Custo Brasil, desdobramento da Lava Jato em São Paulo. Ex-ministro era beneficiário de um terço dos valores desviados em contrato da Consist, que forneceu sistema eletrônico para empréstimo consignado de servidores federais, afirmam Procuradoria e Polícia Federal; valor da corrupção chegou a R$ 100 milhões. Leia.
  8. Secretário de Haddad preso na Custo Brasil pede exoneração. Leia.
  9. Prisão de Bernardo é para ‘constranger’ Gleisi, dizem aliados. Leia.
  10. Delação de Delcídio e até crise do país pesaram na prisão de Paulo Bernardo. Leia.
  11.  Há mais de um ano Paulo Bernardo tinha medo de ser preso. Leia.
  12. Lula pede reação do PT na comissão do impeachment; Gleisi cogitou licença. Leia.

 

Lava Jato & similares

  1. Moro condena Ricardo Pessoa a 8 anos de prisão, mas empreiteiro fica em regime aberto. Leia.
  2. Teori contraria Janot e manda denúncia contra Lula para Justiça de Brasília. Ministro do Supremo Tribunal Federal sustenta que o caso não tem conexão direta com a Lava Jato e, por isso, não precisaria ser enviado para o juiz federal Sérgio Moro. Leia.
  3. Xingado por passageiros, Cerveró desembarca no Rio. Após ficar um ano e meio preso no Paraná, ex-diretor da Petrobrás e delator ficará de tornozeleira eletrônica em uma residência em Petrópolis, na Região Serrana do Estado do Rio. Leia.
  4. Eu tenho horror a CPI, disse Sergio Guerra (PSDB) ao pedir R$ 10 mi para barrar Comissão. Leia trechos de conversa gravada em vídeo e entregue ao Ministério Público Federal. Leia.
  5. O ex-vereador petista Alexandre Romano afirmou em delação premiada à procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato que o ex-ministro da Aviação Civil e da Previdência Social Carlos Eduardo Gabas, nos governos da presidente afastada Dilma Rousseff, recebeu propina acertada com o PT cobrada da empresa Consist Software, por contrato vinculado ao Ministério do Planejamento. O negócio teria como principal beneficiados o ex-ministro Paulo Bernardo (Planejamento e Comunicação) e sua mulher a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR). Gabas foi alvo de buscas hoje na Operação Custo Brasil. Leia.
  6. STF pede informações a Romário sobre suposto caixa dois. Leia.

Impeachment

  1. Falar que governo pode interferir na Lava Jato é ‘lenda urbana’, diz Gilmar Mendes. Leia.
  2. TSE estima para setembro fim da coleta de provas em ações de cassação de Dilma e Temer. Leia.
  3. Fala de Dilma em comissão divide aliados. Leia.
  4. Abalada por prisão de marido, Gleisi falta a comissão do impeachment. Leia.

Governo Temer

Governo anuncia retomada de 4 mil obras paralisadas do Minha Casa Minha Vida. Leia.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *