Romanza

Cheguei. Chegaste. Vinhas fatigada
E triste, e triste e fatigado eu vinha.
Tinhas a alma de sonhos povoada,
E a alma de sonhos povoada eu tinha…*

E nos olhamos, minha Pátria, minha Mãe. A jabuticaba dos meus olhos encontrou o azul dos teus, bem no centro do teu rosto pontilhado de estrelas. O nó na minha garganta me impediu de te falar de amor ou dos sonhos que carrego para nós. No silêncio que se seguiu, apertaste meus dedos, compreensiva.

Disfarcei e te apontei um pedacinho de céu a partir da janela do Waldir. Mas minha mão parou no ar. É que vi as marcas em teu rosto. Tão feias.  Unhadas de desrespeito, bofetadas de desapreço, socos de desamor. Douradas lágrimas deslizavam até o teu vestido verde, enfeitado de praias, palmeiras e sabiás.

Eu quis passar a mão nos teus cabelos e beijar-te- como faria o poetinha Vinicius. Não consegui. Havia algo amargo em minha boca. Um fel que era feito de dor e de lamento, de mágoa e de espanto, de impotência e de cansaço.

Tentaste me animar. Falaste coisas lindas em Villa-Lobês. Sorri e respondi em Noel_Rosês, com sotaque meio Adonirês meio Ataulfês e pitadas de PaulinhoDaViolês (não sou tão erudita assim). Afinaste o violoncelo e teus sons de maxixes e modinhas encheram meus ouvidos com lua, sereno e floresta. Afinei um cavaquinho e te ofereci um choro sentido: Odeon, do mano Jacob. Sorrimos.

Peguei a rosa mais linda que havia e enfeitei tua noite, meu bem, meu amor. A lua, emocionada, furou nosso zinco e salpicou de estrelas o chão. Enquanto tu pisavas nos astros, distraída, meu coração, mais uma vez, se perdeu em ti.

Com amor,

Soninha

*”Nel mezzo del camin…“, Olavo Bilac

Pintura: Golden Tears, de Gustav Klimt

Um comentário em “Romanza

  • abril 8, 2018 em 3:02 pm
    Permalink

    Inundado e abismado em tanta beleza.
    E, apesar de tudo, tristíssimo na mensagem que é de todos nós, brasileiros que deveriam amar sua Pátria e irmãos.

    Sonia Zaghetto, … a seus pés.
    Ricardo Daiha – RicK

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *