Teatro de sombras

sombraApós uma noite de sono e um tempo refletindo sobre as entrevistas de Michel Temer e  Marcelo Calero, chego à conclusão que ambas têm as mesmíssimas características. A saber: inteligência e senso de oportunidade.

Foram duas entrevistas pensadas cuidadosamente para projetar uma imagem correta de ambos. Temer escolheu prestar contas à população que se mobiliza para a marcha do dia 4 e disse que quem manda é o povo, como determina a Constituição. Calero apresentou-se como o cidadão honesto que não compactua com a corrupção.

Ambos também buscaram apelar para os sentimentos mais básicos dos telespectadores e apostaram na empatia: Temer deixando “escapar” sua indignação pela quebra de confiança e garantindo que jamais se valeria de tal expediente; Calero mencionando sua postura de homem de bem, chocado com os bastidores de Brasília.… leia mais