Por uma vida menos ordinária

A experiência de viver em outro país exige que o olho se acostume a novas paisagens e a alma a outros hábitos. Ontem e hoje dediquei algumas horas a observar este novo mundo, a partir de minha janela.

Depois de uma nevasca de dois dias, os esquilos desapareceram completamente, assim como os carros dos vizinhos, que ficaram soterrados pela neve. Durante a manhã, pais levaram seus filhos normalmente à escola, todo mundo saiu para trabalhar, o carteiro passou entregando a correspondência e muita gente levou seus animais de estimação para caminhar. A vida segue normalmente, apesar da neve, do frio e do vento cortante. … leia mais

E a vida segue calma em Montreal

Aqui no Quebec a vida segue calma. Acordo muito cedo, em torno de 5h30 da manhã. Leio, atualizo o blog, tomo o café da manhã e trabalho no livro até as 16 horas. Durante o dia inteiro, completa paz, silêncio e chá preto. No fim do dia, uma hora de yoga. Preparo o jantar e espero Alex chegar da Universidade, enquanto dou uma rápida olhada nas redes sociais e nos sites de notícias.

Ontem, a única alteração digna de nota foi a energia elétrica, que sumiu no meio da tarde. De imediato olhei para o casaco, anotei mentalmente onde estavam minhas botas e, dramaticamente, me imaginei sendo encontrada daqui a 800 mil anos sob um bloco de neve, abraçada a vários livros.… leia mais